SISU
cultura novamente marca gov
CACHOEIRA
cultura novamente
MOTO CERTA
cultura novamente marca gov 2
JA CULTURA
NATAL LUZ
Semana do servidor BANNER
GOVERNO DO DESENVOLVIMENTO
OBRAS NO LITORAL CERTA
REGULARIZAÇÃO

Governador entrega títulos de terra a moradores do assentamento 8 de março

Wellington afirmou que o próximo passo é garantir abastecimento de água para o assentamento

09/03/2020 10h41
Por: Walcy Vieira

O governador Wellington Dias entregou, nesse domingo (8), 165 títulos de terra aos moradores do assentamento 8 de março, no povoado Chapadinha Sul, em Teresina. Participaram da solenidade a vice-governadora Regina Sousa, o diretor do Instituto de Terras do Piauí (Interpi), Chico Lucas, e outras autoridades estaduais.

Por meio do Interpi, o Governo do Estado iniciou, em 2017, trabalhos de levantamento georreferenciado e cadastramento das famílias ocupantes do assentamento. No mesmo ano, ocorreu um incêndio na área, destruindo casas e desabrigando famílias. Para amenizar o sofrimento da comunidade, o governador determinou que diversos órgãos se unissem para apresentar soluções aos problemas identificados.

Dessa forma, o Interpi ficou responsável por efetuar a regularização fundiária do imóvel. No mês de dezembro de 2019, após o cumprimento de todas as etapas da ação discriminatória da área, que não era registrada, foi emitida a certidão do registro em nome do Estado do Piauí, o que possibilitou a conclusão da regularização e a emissão dos títulos definitivos de doação para as famílias.

Segundo Wellington, além de regularizar terras, o objetivo é apoiar a produção para o sustento próprio e comercialização. Na oportunidade, o governador afirmou que o próximo passo é garantir abastecimento de água para o assentamento, o que possibilitará mais qualidade de vida e as condições de produção de alimentos e criação de animais.

“Essa comunidade leva o 8 de março como nome, essa data tão importante por ser o Dia das Mulheres e hoje comemoramos em dose dupla. A maioria dos títulos está em nomes de mulheres que, inclusive, nunca tiveram uma casa na vida e pela primeira vez poderão chamar um pedaço de chão de seu. Vamos cuidar agora do abastecimento de água, fazer a ligação do sistema com as casas. Aqui deixaram uma área reservada para o Programa Cinturão Verde de Teresina, onde irão produzir, por exemplo, feijão, macaxeira e mandioca, além de criar galinhas e porcos. Fico muito feliz por essa conquista que faz muita diferença na vida dessas pessoas”, destacou o governador.

Para o representante do assentamento, José Leônidas, a entrega dos títulos é a realização de um sonho e vai mudar a vida de muitos. “Ocupamos essa região em março de 2016 e de lá para cá viemos lutando pela regularização, que agora foi possível graças ao trabalho do governo, por meio do Interpi. Desde o início foram solidários a nossa causa e hoje deixamos de ser acampados e passamos a ter a nossa terra, é um passo muito importante para todos. Atualmente temos 180 famílias no assentamento, portanto, apenas uma pequena parte não recebeu o título porque não cumpriram os prazos, mas todos terão a sua terra regularizada. Parabenizamos a todos que se engajaram nessa luta”, disse o morador da comunidade.

Já, para Maria Francisca, que também recebeu o seu título de terra, o documento representa uma nova oportunidade para toda a família. “Antes de vir para cá eu, meu marido e dois filhos vivíamos no quintal da minha mãe e era difícil, pois não era apenas dela, tínhamos que dividir o espaço com muita gente. Quando consegui um pedaço de terra aqui, nossa vida ficou melhor e com a chegada da regularização vamos conseguir prosperar muito. Espero que todos saibam aproveitar bem essa chance, trabalhando na terra, tirando o seu sustento e gerando renda, que é o que vou fazer”, afirmou a moradora do povoado.

O Governo do Estado tem avançado no trabalho de regularização de terras. De acordo com o diretor do Interpi, Chico Lucas, a previsão é de que sejam entregues 4 mil títulos ainda neste ano. “Viemos realizando a modernização do instituto, com digitalização, aquisição de equipamentos e aperfeiçoamento da equipe, o que tem gerado bons resultados. Na verdade, queremos ultrapassar essa meta de 4 mil títulos. Temos várias ações sendo realizadas em diversas cidades e em breve estaremos entregando títulos em Nazária, Canto do Buriti e região norte do estado, mas até o fim do ano, o Piauí todo será contemplado para que essas pessoas possam, finalmente, buscar o crédito, a assistência técnica, desenvolver a propriedade e viver com dignidade”, finalizou o gestor.