cultura novamente
cultura novamente marca gov 2
Semana do servidor BANNER
SISU
NATAL LUZ
OBRAS NO LITORAL CERTA
JA CULTURA
cultura novamente marca gov
GOVERNO DO DESENVOLVIMENTO
MOTO CERTA
VAI TERMINAR PRESO

A CASA CAIU! Reginaldo Carvalho diz na PF que mandou propina de R$ 5 milhões para o senador Ciro

A propina teria sido repassada a pedido de Joesley Batista, do grupo J&F. A Federal está na cola do senador piauiense

28/01/2020 08h36Atualizado há 3 semanas
Por: Walcy Vieira

O empresário Reginaldo Carvalho, dono dos supermercados Carvalho, revelou em depoimento à Polícia Federal que entregou R$ 5 milhões a um irmão do senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas, atendendo a pedido do executivo Joesley Batista, do grupo J&F.

Reginaldo foi alvo da Operação Compensação que investiga suposta compra de apoio do Progressistas à reeleição da ex-presidente Dilma Rousseff ao custo de R$ 42 milhões pagos pela J&F. O depoimento foi prestado em fevereiro de 2019 e juntado aos autos no dia 14 de janeiro de 2020, quando o subprocurador-geral José Adonis pediu mais 60 dias para concluir as investigações. Ciro, Reginaldo e os demais investigados foram alvos de operação autorizada pela ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em delação, Joesley contou que parte do montante para comprar o apoio do Progressistas foi pago por meio do supermercado, que tinha contratos com o grupo J&F.

Registro

O tesoureiro do supermercado, Gilson de Oliveira, apresentou uma planilha com as datas dos pagamentos. Os valores teriam sido compensados de débitos do Grupo Carvalho com a J&F. Os pagamentos foram realizados na tesouraria do supermercado na BR-343, em frente ao Conjunto Tancredo Neves, na zona Sudeste de Teresina.

Mochila

Reginaldo Carvalho contou que “o dinheiro era acondicionado em mochila pelo próprio Gustavo Nogueira após conferência”; e que “a solicitação de Josley Batista e os documentos pelo mesmo encaminhados comprovam a quitação de R$ 5 milhões foram repassados por e-mail do setor financeiro”.

Outro lado

Ciro e Gustavo Nogueira negam as acusações de Reginaldo Carvalho. O senador apontou que o empresário passa por dificuldades financeiras e tem “dependência muito grande” de Joesley Batista. Já Gustavo negou os repasses e disse ter relação de amizade com Reginaldo.

Texto: Ananias Ribeiro / Senadinho.com.br